segunda-feira, 7 de junho de 2010

O carro mais antigo do Brasil (01)


Mencionei em postagem anterior a indiscutível posição de vanguarda ocupada pela Bahia no cenário do antigomobilismo brasileiro. Detalhando melhor esta observação, inicio uma série - dividida em quatro postagens - sobre o Clement Panhard da família Lanat, o primeiro carro da Bahia e, atualmente, o mais antigo do Brasil.

Um dos primeiros passeios da família Lanat, no bairro do Garcia - 1901

O Voiture Clement Panhard - fabricado na França entre 1899 e 1902 - é, nas palavras do projetista e engenheiro Arthur Krebs, uma pequena viatura de madeira armada, acionado por um motor quase horizontal de um cilindro (797 centímetros cúbicos), refrigerado a água, com transmissão por corrente e direção "rabo de vaca".


O exemplar em questão - número 475, provavelmente fabricado em 1900 - foi importado pelo industrial José Henrique Lanat e chegou a Salvador, de navio, em fevereiro de 1901. Já apresenta alguns aperfeiçoamentos, como o volante no lugar do "rabo de vaca" (similar à alavanca do leme de alguns barcos). José Henrique importou outro carro posteriormente, mas o Panhard foi cuidadosamente guardado na oficina Lanat, resistindo por todos esses anos.


Após sua morte - infelizmente precoce - sua esposa,  Maria Rosa Menezes Lanat, tomou uma decisão visionária, que repercutiu no Brasil e no exterior: solicitou aos descendentes que, independente de possíveis e irrecusáveis propostas financeiras, jamais deixassem que o Panhard saísse da Bahia. E assim foi feito!


Fotos: acervo da família Lanat



Nenhum comentário:

Postar um comentário